Posts Tagged ‘ Edgard Scandurra ’

NASI E EDGARD SCANDURRA SE APRESENTAM JUNTOS EM SP

nASI E sCANDURRA 2

Após seis anos da separação de uma das maiores bandas de rock brasileira, Edgard Scandurra, guitarrista e fundador da banda Ira! ao lado de Nasi, deu indícios através de uma entrevista que teria feito as pazes com com seu antigo companheiro de banda:

““Há coisa de um mês atrás, o Nasi me ligou. Não falava com ele desde 2007. Ficava lendo coisas que ele falava de mim por aí. Dava uma respondida aqui, ali. Era uma guerrinha nem tão velada assim. Mas aí ele me ligou e achei bacana””

Apesar dessa declaração, até então nada de novo ainda havia se confirmado. Hoje pela manhã os fãs da banda tiveram uma grande surpresa. Através de sua pagina oficial no Facebook, Nasi anunciou um show especial em parceria com Scandurra, que acontecerá em São Paulo no próximo dia 30 de outubro.
Confirmação Show Nasi e Scandurra

O show será em benefício à escola NANE, que atende a crianças e jovens em dificuldades de aprendizagem. A banda que se apresentará ao lado do DUO é composta por Daniel Scandurra no baixo e Felipe Mello na bateria, que já fazem parte do projeto solo de Scandurra. A noite ainda contará com as participações especiais de Paulo Ricardo (RPM) e um grande poeta ex-Titãs (surpresa). O repertório será basicamente composto por composições do Ira!. Show único e inédito.

Questionado sobre uma possível volta do Ira! pelo site Guitar Player Edgard Scandurra comentou:

Estou acostumado a lidar com diversos trabalhos e a ter vários projetos e tentar honrar o máximo possível todos eles. Uma volta da banda seria algo a se pensar, mas, no momento, a gente quer dar um passo de cada vez. Temos esse show, que será importante. Falar novamente com o Nasi, depois de 6 anos foi superlegal. Já é um passo muito positivo, um avanço. Agora, há mais dois caras na banda, o André [Jung, baterista] e o Gaspa [baixista], e um monte de coisas para se conversar ainda. Acho que é um pouco cedo para se falar em volta da banda.”
Nasi e Scandurra
SERVIÇO:
Show: Nasi e Edgard Scandurra | Participação especial Paulo Ricardo e ex-Titãs
Local: Traffô | Rua Gomes de Carvalho, 560 – Vila Olímpia
Data: 30 de outubro de 2013
Horário: 19hs
Ingressos: Homem R$ 180 e Mulher R$ 120
Open Bar e Comidinhas de Buteco

Fonte: Mundo Ira!

PARTICIPEM | CROWDFUNDING CIDADÃO INSTIGADO


O Cidadão Instigado surgiu no ano de 1994 em Fortaleza/CE liderado pelo frontman, cantor, compositor e guitarrista Fernando Catatau. Com influências de música nordestina, rock dos anos 70, uma pitada de música brega e muita técnica, o Cidadão Instigado conseguiu alcançar um patamar acima de muitas bandas brasileiras que insistem em fazer o mesmo de sempre. Os talentosos músicos Regis Damasceno, Rian Batista, Dustan Gallas e Clayton Martin são os responsáveis, ao lado de Fernando Catatau por disseminar a música do Cidadão pelo Brasil e pelo Mundo. Juntos  já lançaram 3 álbuns de estúdio: “O Ciclo da Decadência” (2002), “Cidadão Instigado e o Método Tufo de Experiências” (2004) e “Uhuuu” (2009), que contou com a participação de Arnaldo Antunes nos vocais de “Doido” e “Cabeção“, além de Edgard Scandurra na música “Dói“.

A banda está com um projeto de crowdfunding no ar desde 09 de setembro de 2011, através do site Sibite. O projeto visa captar fundos para a gravação do quarto álbum da carreira, assim como a produção de um show de lançamento do disco. As recompensas para quem contribuir com cotas para o projeto, vão desde o nome do colaborador nos créditos de agradecimento do site oficial da banda até visitas ao backstage da banda, após o show de lançamento do disco. O encerramento está previsto para dia 31 de julho.

Confiram abaixo um vídeo com Fernando Catatau comentando sobre o projeto. Para participar deste projeto, clique aqui.

VERSÕES: CIDADÃO INSTIGADO x BÁRBARA EUGÊNIA

Demorou muito até que eu postasse algo sobre a minha banda brasileira de cabeceira: Cidadão Instigado. Na verdade não sabia por onde começar. Cheguei a ouvir o último álbum do Cidadão, intitulado “Uhuuu” durante 2 meses seguidos, literalmente todos os dias. Quando existe uma banda que se gosta muito, fica até um pouco difícil falar sobre ela, pois a cobrança pela complexibilidade e perfeição é bem maior. Aliás, não consigo entender como muitas pessoas não captam a essência da música feita pela banda. É algo novo e ao mesmo tempo muito diferente. É como se Roberto Carlos e Santana tocassem juntos, acompanhados por uma guitarra com sotaque. Sim, a guitarra de Fernando Catatau tem sotaque e pode ser reconhecida em qualquer música ou banda que ele faça alguma participação.

Cidadão Instigado surgiu no ano de 1994 em Fortaleza/CE liderado pelo frontman, cantor, compositor e guitarrista Fernando Catatau. Com influências de música nordestina, rock dos anos 70, uma pitada de música brega e muita técnica o Cidadão Instigado conseguiu alcançar um patamar acima de muitas bandas brasileiras que insistem em fazer o mesmo de sempre. Os talentosos músicos Regis Damasceno, Rian Batista, Dustan Gallas e Clayton Martin são os responsáveis, ao lado de Fernando Catatau por disseminar a música do Cidadão pelo Brasil e pelo Mundo. Juntos  já lançaram 3 álbuns de estúdio: “O Ciclo da Decadência” (2002), “Cidadão Instigado e o Método Tufo de Experiências” (2004) e “Uhuuu” (2009), que contou com a participação de Arnaldo Antunes nos vocais de “Doido” e “Cabeção“, além de Edgard Scandurra na música “Dói“.

É do segundo álbum do Cidadão Instigado “Cidadão Instigado e o Método Tufo de Experiências ” que vem a música do Versões de hoje: “O Tempo“. A música em questão foi gravada pela cantora carioca Bárbara Eugênia em seu álbum “Journal de Bad“, lançado em 2010.

Bárbara Eugênia nasceu em Niterói, morou nos Estados Unidos, no Rio e em Atibaia, chegando em São Paulo no ano de 2005, onde se envolveu com grandes nomes da música como Edgard Scandurra, Tom Zé, Otto, Karina Buhr e Fernando Catatau, e pode apresentar todo seu talento musical primeiramente em um bar localizado acima do restaurante Le Petit Trou, de propriedade de Edgard Scandurra. Foi justamente ele, com seu faro apurado para a música que descobriu que Bárbara já era uma grande cantora e intérprete. No ano de 2010, lança seu álbum de estréia intitulado “Journal de Bad“, trazendo  toda a modernidade e o ar cosmopolita que a terra da garoa lhe deu. É neste disco de estréia que Bárbara Eugênia apresenta sua versão de “O Tempo”, do Cidadão Instigado, com arranjos de Edgard Scandurra.

Confiram abaixo as versões para a música “O Tempo” interpretadas por Cidadão Instigado e Bárbara Eugênia:

O Tempo – Versão Original Estúdio por Cidadão Instigado

O Tempo – Versão ao Vivo por Cidadão Instigado

O Tempo – Versão Estúdio por Bárbara Eugênia

O Tempo – Versão ao Vivo por Cidadão Instigado e Bárbara Eugênia

ESPECIAL 12 DE OUTUBRO: MÚSICAS PARA CRIANÇAS

Alguns músicos brasileiros dedicam ou dedicaram algum tempo de sua carreira para fazer músicas voltadas para crianças. Regravações de clássicos infantis, músicas próprias com temática pedagógica para crianças ou apenas referências ou lembranças da infância. Em comemoração ao dia das crianças, fizemos uma seleção destes músicos, que agregam e muito culturalmente e musicalmente o desenvolvimento intelectual das crianças. Em tempos de banalização musical no Brasil, ainda  é possível sim encontrar música boa, inteligente e inocente para crianças. Confiram abaixo:

Toquinho
Nascido em São Paulo, Brasil, a 6 de julho de 1946 com o nome de Antonio Pecci Filho, na primeira infância a mãe o chamava de “meu toquinho de gente”. E o apelido Toquinho permaneceu, identificando-o depois como um dos mais expressivos artistas da música popular brasileira. Responsável pelo clássico “Aquarela“, Toquinho sempre produziu um conteúdo especial voltado para as crianças. Em novembro de 2003, o clipe animado “Aquarela” conquistou o “Liv Ullmann Peace Prize”, prêmio concedido pelo júri do Chicago International Children’s Film Festival, o maior e mais antigo festival de filmes infantis do mundo, cujo critério é conceder o primeiro lugar ao filme que traduz de forma mais sensível o desejo de paz e harmonia entre as crianças. Em 2005 o músico lançou o Box “Toquinho no Mundo da Criança“, lançamento de Circuito Musical  e Mundo da Criança, distribuído pela Universal Music. Trata-se de uma composição 3 em 1, até agora inédita no mercado nacional, reunindo um DVD, um CD de áudio e uma faixa interativa com horas de conteúdo para crianças.
 

Pato Fu
No ano de 2o10, a banda mineira Pato Fu lançou o álbum “Música de Brinquedo“, com a proposta de recriar canções clássicas do repertório nacional e internacional apenas com o uso de instrumentos infantis. Um kazoo entrou no lugar de instrumentos de sopro, um brinquedo Genius simulou um saxofone e uma calculadora Casio reproduziu o som de um teclado. Fora um elefante de plástico, cujo ronronar entrou no lugar de uma parte orquestrada de “Live and let die”, de Paul McCartney.

Coletânea Pum – Jimmy (Matanza) e Pitty
Lançando de forma digital no ano de 2009, a coletânea “Pum“ trás grandes nomes da música brasileira interpretando músicas com temática voltada para as crianças. Pato Fu, Roberta Campos, Strike, o vocalista do Matanza, Jimmy, entre outros, cantam clássicos como “Carimbador Maluco” (Raul Seixas), na versão dos baianos do Vivendo do Ócio, “Vida de Bebê” (Ultraje a Rigor), “Família” (Erasmo Carlos) com ele mesmo nos vocais, “O Vira” (João Ricardo/Luhli) com Falamansa e Maskavo, além da balada “Só Agora”, da Pitty. O álbum acaba de sair no formato físico, via DeckDisc, em comemoração ao dia das crianças.


Adriana Partimpim
 Adriana Partimpim é o sétimo álbum e o primeiro infantil da cantora e compositora Adriana Calcanhotto como Adriana Partimpim. O álbum recebeu um disco de ouro (o que significa que vendeu mais de 100 mil cópias no país). Foi idealizado para as crianças, no qual Adriana Calcanhotto usa o heterônimo de Adriana Partimpim, alcunha que tinha na infância, dada pelo pai.

Pequeno Cidadão
O projeto musical encabeçado por Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra (ex-Ira), Taciana Barros (ex-Gang 90) e Antonio Pinto (compositor de trilhas sonoras para filmes) deu origem a um novo estilo musical: O MPC (Música Psicodélica para Crianças). Os músicos já conhecidos da década de 80, voltaram a se encontrar quando os filhos menores estavam matriculados na mesma escola. Frequentavam as mesmas festas e nessas festas cantavam as musicas que faziam para seus filhos. Decidiram que deveriam reunir essas músicas em um disco. Nasce ai o primeiro disco do Pequeno Cidadão.






SHOW GRATUITO DO PEQUENO CIDADÃO (ARNALDO ANTUNES, ANTONIO PINTO, TACIANA BARROS E EDGARD SCANDURRA)

Formado pelos músicos  Arnaldo AntunesEdgard Scandurra (ex-Ira), Taciana Barros (ex-Gang 90) e Antonio Pinto (compositor de trilhas sonoras para filmes), a banda Pequeno Cidadão se apresenta amanhã, 20 de agosto, gratuitamente no festival SESI Bonecos do Mundo 2011. A banda entrará no palco 2 exatamente às 20h30.

Quer conhecer mais sobre o Pequeno Cidadão? Clique aqui e veja uma matéria bem bacana que fizemos sobre a banda.
Não percam este ótimo show. Levem seus filhos e divirtam-se com a Música Psicodélica para Crianças feita pelo Pequeno Cidadão.

Serviço:
Pequeno Cidadão
Palco 2 (Parque do Ibirapuera)
20/08 (sábado) – a partir das 20h30
Entrada franca

Maiores informações:
LP Produções
Pequeno Cidadão
SESI Bonecos do Mundo 2011

PEQUENO CIDADÃO: MÚSICA PSICODÉLICA PARA CRIANÇAS

O projeto musical encabeçado por Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra (ex-Ira), Taciana Barros (ex-Gang 90) e Antonio Pinto (compositor de trilhas sonoras para filmes) deu origem a um novo estilo musical: O MPC (Música Psicodélica para Crianças). Os músicos já conhecidos da década de 80, voltaram a se encontrar quando os filhos menores estavam matriculados na mesma escola. Frequentavam as mesmas festas e nessas festas cantavam as musicas que faziam para seus filhos. Decidiram que deveriam reunir essas músicas em um disco. Nasce ai o primeiro disco do Pequeno Cidadão.

Tanto na produção e gravação do disco quanto nos shows da banda, os filhos dos músicos participam nos vocais. Durante a apresentação, o espectador se encanta com a miscelânea de instrumentos musicais, como guitarra, piano, bateria, malabares, fantasias, brincadeiras de crianças e um telão.

. “Pequeno Cidadão” tem 14 faixas e letras que brincam com os primeiros pepinos existenciais do ser humano: a hora de largar a chupeta (“Agora eu quero cantar, sem uma tampa de borracha pra me atrapalhar”), obrigação versus diversão (“Agora pode tomar banho / agora tem que pular no sofá”) ou dor-de-cotovelo (“O sol pediu a lua em casamento e a lua disse: não sei, não sei, não sei, me dá um tempo”).

O disco se transformou também em DVD, onde são apresentados um clipe para cada uma das 14 faixas. Confiram abaixo 2 clipes que se encontram no DVD:

Pequeno Cidadão -Tchau Chupeta

Pequeno Cidadão – O Sol e a Lua

O mais interessante é que o disco “Pequeno Cidadão” foi lançado também no formato Vinil 12″ e pode ser adquirido clicando aqui. Uma ótima forma de apresentar para seus filhos e consumir esse maravilhoso formato físico de música com músicas focadas para crianças.

Segundo a agenda da produtora LP Produções, o próximo show do Pequeno Cidadão será dia 20 de agosto no projeto Sesi Bonecos (Parque Ibirapuera) – SP.