O QUE ESTÁ ROLANDO NO MEU IPOD: CAT POWER

Hoje na coluna O QUE ESTÁ ROLANDO NO MEU IPOD vai falar de indie rock, vamos falar um pouco sobre a cantora Charlyn Marie Marshall, também conhecida como CAT POWER.

CAT POWER nasceu em 21 de janeiro de 1972 nos Estados Unidos. Filha de um pianista, desde muito criança teve contato com música, até que largou o ensino médio e foi morar e Nova York, onde, entre 1992 e 1993 fez seus primeiros shows em um Pub do Brooklin já como CAT POWER.

Em 1994, após abrir alguns show da cantora Liz Phair e conheceu o baterista do Sonic Youth, Steve Shelley, um dos maiores expoentes do indie rock americano, que a encorajou a gravar seus dois primeiros discos.

“Dear Sir”(1995) e “Myra Lee” (1996) foram gravados em um único dia em um estúdio em Nova York em dezembro de 1994.

“Myra Lee” teve uma ótima repercussão e no mesmo ano de lançamento a cantora assinou com a gravadora Matador lançando seu terceiro disco, o “What Would the Community Think”, e seu primeiro clipe do single “Nude as the News”.

1996 foi um ano de muitas mudanças para CAT POWER, após uma bem sucedida turnê de apenas 3 meses a cantora decide sair da cena musical para trabalhar como baba em Oregon, pouco tempo depois mudando para uma fazenda na Carolina do Sul com seu namorado Bill Calhahan da banda Smog.

Decidida a largar a música para sempre, após uma noite de pesadelos surgem as letras que comporiam o quarto disco de CAT POWER, o “Moon Pix” gravado em 1998 na Australia.

“Moon Pix” foi sucesso de critica firmando de vez a posição de CAT POWER como um dos grades expoentes do indie rock.

Após um intervalo de alguns anos, em 2003 a cantora lança o disco “You are Free” com participações de Eddie Vedder e Dave Grohl, disco que foi aclamado pela crítica especializada e até hoje aparece em algumas listas dos melhores discos de indie rock de todos os tempos.

Em 2004 CAT POWER lança seu primeiro DVD acompanhado de um CD de áudio iniciando uma alucinante turnê pelos Estados Unidos e fora dele. A rotina de shows levou a cantora ao abuso de drogas e álcool, sendo acometida por uma depressão profunda com tendências suicidas que acabou a obrigando a interromper a carreira em 2006.

Após tratamento psiquiátrico e já recuperada, ainda em 2006 a cantora volta aos palcos e lança aquele que é considerado o seu melhor e mais elaborado disco, o “The Greatest”, onde a cantora dialoga seu indie rock com o soul, contando com a colaboração de Al Green e do guitarrista Teenie Hodges.

Em 2007 CAT POWER passou em turne pelo Brasil mostrando as canções do disco “Jukebox” que seria lançado em 2008, fazendo uma série de show no Tim Festival, passando por cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória.

CAT POWER  ainda voltaria ao Brasil para se apresentar no Rio de Janeiro em 2009 e em 2010 na Virada Cultural Paulista, apresentando-se em São José dos Campos e Jundiaí.

Este ano a cantora lançou seu mais recente single, o “Ruin” e você pode conferir a resenha feita pelo Monophono aqui.

Semana que vem tem mais!

Boas melodias!

  1. 30 de junho de 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: