O QUE ESTA ROLANDO NO MEU IPOD: SPIRITUAL

Hoje a coluna O QUE ESTA ROLANDO NO MEU IPOD esta um pouco diferente. Não falaremos sobre um músico em especial, mas sim sobre um gênero musical antigo e não muito difundido aqui no Brasil, mas que esse editor admira há muitos anos pela sua qualidade técnica e expressão dos artistas desse gênero. Vamos falar da música SPIRITUAL.

Alguns chamam este gênero de Gospel Americano, no entanto, entendo que Gospel é um termo mais abrangente e mais ligado a religiões especificas, de modo que não pode ser usado como sinônimo de SPIRITUAL. O Gospel como gênero musical surge muito tempo depois e derivado do SPIRITUAL, assim como o Blues também encontra raízes no SPIRITUAL.

O SPIRITUAL, ou como alguns chamam por aqui, o “Negro ESPIRITUAL” é um gênero musical nascido nos Estados Unidos e que originariamente era interpretado por escravos negros que faziam uso de ritmos do corpo e batiam palmas como acompanhamento da musica. Percebe-se que o SPIRITUAL não esta necessariamente ligado a religião.

O SPIRITUAL para os escravos negros afro-americanos nasce como uma canção de inspiração, marcado por um tom mais calmo e um andamento largo, quase que meditativo, de modo que os escravos podiam cantar sentados enquanto acorrentados e somente com suas vozes, acapella.

Alguns creditam sua raiz em textos bíblicos que mencionam a louvação através de hinos e cânticos espirituais, daí o nome “SPIRITUAL”.

Sua origem remonta ao ano de 1776, mas foi somente em 1860, quando a maioria dos Estados Americanos já haviam emancipado a escravidão que as primeiras canções começaram a ser publicadas.

Documentário em inglês que conta um pouco da história do SPIRITUAL.

Apesar de sua raiz e entonação religiosa, o SPIRITUAL tinha uma finalidade política buscando como objetivo o fim da escravidão. Grande parte das canções era composta por escravos já libertos que inseriam nas letras códigos para instruir os ainda escravos sobre os melhores meios de fuga e como encontrá-los.

A título de curiosidade observe a letra da canção “Wade in the Water” que, em um primeiro momento parece ser inocente, mas na verdade tinha o objetivo de ensinar os escravos a fugirem pela água para que os cães de seus senhores não os conseguissem rastrear:

“Ande na água (criança)
Ande na água
Ande na água
Deus vai atormentar a água

Se voce não acredita, eu fui perdoado
Deus vai atormentar a água
Eu quero que você siga-o até as margens da Jordânia
(Eu dissse) Meu Deus vai atormentar a água
Voce sabe quão gelada água é escura e fria
(Eu sei que meu) Deus vai atormentar a água
Voce sabe que ela esfria meu corpo mas não minha alma
(Eu disse que meu) Deus vai atormentar a água

(Vamos) vamos andar na água
Andar na água (criança)
Andar na água
Deus vai atormentar a água

Bom, se voce chegar lá antes de mim
(Eu sei) Deus vai atormentar a água
Diga aos meus amigos que eu também estou indo
(Eu sei) Deus vai atormentar a água
Algumas vezes eu estou bem, Senhor! Algumas outras eu estou mal.
(Voce sabe que meu) Deus vai atormentar a água
Algumas vezes eu estou caído
Deus vai atormentar a água
(Eu sei que meu) Deus vai atormentar a água

Ande na água (criança)
Ande na água (criança)
Deus vai atormentar a água”

A música era a melhor e mais rápida forma de disseminar os caminhos para a liberdade e ainda injetavam animo à sofrida vida dos escravos.

Nascidas nos Estados Unidos, as letras do SPIRITUAL são em inglês, e a melodia sempre segue um tom de otimismo e cantada com jubilo ou em tom de meditação com reflexão espiritual ou mesmo de lamento pessoal.

Normalmente é cantada solo e acapella já que os negros escravos não possuíam nenhum instrumento musical, sendo mais tarde, após a abolição da escravatura, acompanhada por simples gaita.

Foi somente com sua incorporação a cultos religiosos que o SPIRITUAL assumiu sua forma mais conhecida nos dias de hoje, sendo cantado em coro, mas sempre com a participação de um solista. O coro canta as respostas ao solista em forma de refrão ou ainda ecoa o próprio solo, como responsório, durante toda a música.

Também é comum a variação de tons dentro da mesma canção. O interprete entoa os versos de forma calma e no refrão entoa uma postura e dicção mais arrastada e agressiva, subindo o timbre e atacando os versos com mais velocidade.

O SPIRITUAL é um gênero musical que emociona, que é cantado com perfeição técnica, mas também com uma perfeição que só atinge aqueles que nasceram com o dom de cantar com a alma, como o espírito, e que, ainda, tem o poder de deixar o ouvinte mais leve, mais alegre, em verdadeiro júbilo.

Irmãs Elô e Estela Paixão cantando um classico SPIRITUAL acapella.

Espero que tenham gostado.

Semana que vem tem mais!

Boas melodias!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: