RELANÇAMENTO LUXUOSO PARA ÁLBUM CLÁSSICO DO DEATH

O relançamento norte-americano de “Individual Thought Patterns”, do influente quarteto Death, conta com um capricho digno da importância do álbum. Além do tesouro que é o disco propriamente dito (remixado e remasterizado por Alan Douches, que, entre outros, trabalhou com Nile e Mastodon) e do poder de canções absurdas como “In Human Form”, “Jealousy” e “Destiny”, temos uma edição especial tripla, um pacote duplo no CD em sua versão standart, e uma versão deluxe para o download legal. O encarte da reedição traz liner notes redigidas pelo baterista Gene Hoglan, e, entre a tonelada de bônus, uma canção inédita que foi limada do produto final, o esqueleto de alguns riffs presentes no disco retirados diretamente do arquivo de Chuck Schuldiner, versões demo cruas de todo o material registrado na bolacha, e um set completo gravado ao vivo na Alemanha em 1993, durante a turnê de “Individual...”.

Confira o track list completo:

 Disco 1:

01. Overactive Imagination
02. In Human Form
03. Jealousy
04. Trapped In A Corner
05. Nothing Is Everything
06. Mentally Blind
07. Individual Thought Patterns
08. Destiny
09. Out Of Touch
10. The Philosopher

Disco 2:

Ao Vivo na Alemanha – 13 de abril de 1993

01. Leprosy
02. Suicide Machine
03. Living Monstrosity
04. Overactive Imagination
05. Flattening Of Emotions
06. Within The Mind
07. In Human Form
08. Lack Of Comprehension
09. Trapped In A Corner
10. Zombie Ritual

Sobra de estúdio de “Individual Thought Patterns”:

11. The Exorcist

Disco 3:

Demos – Chuck & Gene – Dezembro de 1992

01. Overactive Imagination
02. In Human Form
03. The Philosopher
04. Trapped In A Corner
05. Individual Thought Patterns
06. Jealousy
07. Nothing Is Everything
08. Destiny
09. Mentally Blind
10. Out Of Touch

Fita de Riffs do Chuck – 1992

11. In Human Form
12. The Philosopher
13. Trapped in a Córner

Quando lançado em 1993, “Individual Tougth Patterns” redefiniu não só a carreira do Death, mas também o próprio estilo death metal. Se já vinha dando mostras que pretendia investir em contornos cada vez mais arriscados e técnicos (em especial com o álbum anterior, o igualmente incrível “Human”, de 91), Chuck Shuldiner aqui finca o pé em sua opção, ao escalar uma das melhores formações já reunidas: Steve DiGiorgio no baixo, Andy LaRocque na guitarra solo e Gene Hoglan na bateria. A partir desse momento, em união a alguns outros discos (“Heartwork” do Carcass, por exemplo), o estilo mais bruto do metal ganhou uma riqueza que até então não associavam a ele, e encontrou liberdade e confiança para expandir suas frentes.

Confiram abaixo, em stream o álbum “Individual Tougth Patterns”:
Para maiores informações sobre este lançamento clique aqui.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: